A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou um relatório em que consta que o suicídio é a segunda principal causa de morte entre jovens no mundo todo.  Os dados são preocupantes, mas a OMS relata que, a cada 10 casos de suicídio, 9 podem ser evitados.

A conscientização é um passo fundamental para a prevenção. Nesse sentido, a Prefeitura de Saquarema, por meio do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF) promoveu, nessa terça-feira (24/09), uma palestra na Estratégia Saúde da Família (ESF) de Palmital. Voltada à comunidade local, o debate envolveu vários aspectos do Setembro Amarelo, que é uma campanha brasileira de prevenção ao suicídio.

A palestra esclareceu, entre outras coisas, os serviços e especialidades disponíveis no município para pessoas que sofrem com transtornos mentais. Em Saquarema, casos de pessoas com crises em saúde mental, atendimento e reinserção social de pacientes com transtornos mentais graves e persistentes e/ou com transtornos mentais decorrentes do uso prejudicial de álcool e/ou outras drogas são tratados no CAPS (Centro de Atenção Psicossocial).

A unidade do CAPS funciona em Bacaxá, na Rua Adolfo Bravo, 28 (rua do Hospital Municipal) e fica aberto de segunda a sexta-feira, das 09 às 17 horas. A Secretaria de Saúde, por meio do Programa de Saúde Mental, oferece serviços de referência para atendimento a pessoas com sofrimento psíquico, e o objetivo é apresentar à população esses serviços.