O mês de setembro iniciou e, com ele, o país volta a atenção para o “Setembro Amarelo”, mês de prevenção e conscientização ao suicídio. No próximo 10, será o Dia Mundial de Prevenção do Suicídio e, desde 2015, a data é lembrada por associações que se mobilizaram para criar a campanha liderada pelo CVV (Centro de Valorização da Vida), CFM (Conselho Federal de Medicina) e ABP (Associação Brasileira de Psicologia).

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), nove em cada dez mortes por suicídio podem ser evitadas. No Brasil, 32 pessoas se matam por dia. No mundo, há uma morte do tipo a cada 40 segundos. Por isso, o movimento é feito para mostrar que a prevenção é fundamental para reverter a situação.

Para a campanha “Setembro Amarelo”, a primeira medida preventiva é a educação. Segundo especialistas, é preciso perder o medo de se falar sobre o assunto, quebrando tabus e compartilhando informações. Esclarecer, conscientizar, estimular o diálogo e abrir espaço para campanhas contribuem para tirar o assunto da invisibilidade e, assim, mudar essa realidade.

Em Saquarema, casos de pessoas com crises em saúde mental, atendimento e reinserção social de pacientes com transtornos mentais graves e persistentes e/ou com transtornos mentais decorrentes do uso prejudicial de álcool e/ou outras drogas são tratados no CAPS (Centro de Atenção Psicossocial). A unidade funciona em Bacaxá, na Rua Adolfo Bravo, 28 (rua do Hospital Municipal) e fica aberto de segunda a sexta-feira, das 09 às 17 horas. A Secretaria de Saúde, por meio do Programa de Saúde Mental, oferece serviços de referência para atendimento a pessoas com sofrimento psíquico, e o objetivo é apresentar à população esses serviços.

Para marcar o mês de conscientização, as equipes do CAPS e do NASF realizarão no dia 10/09 (terça-feira), ações de acolhimento, orientação e prevenção, com o objetivo de lembrar a data mundial de prevenção ao suicídio. A ação é gratuita e acontecerá na Praça de Bacaxá, das 09:30 às 13 horas.