SAQUAREMA RECEBERÁ 10 MIL VACINAS CONTRA A FEBRE AMARELA

                A Prefeitura Municipal de Saquarema vem à público esclarecer que está empenhada no combate à Febre Amarela. A equipe da Secretaria de Saúde de Saquarema passou o dia de ontem (16/03), em reuniões para que Saquarema recebesse essas vacinas, assim como os demais municípios da Região dos Lagos.

                Inicialmente, Saquarema não receberia as doses extras, por não fazer parte das cidades listadas pela Secretaria Estadual de Saúde. O pequeno estoque que Saquarema possui, serve apenas para atender pessoas que forem viajar para áreas de risco. Mas agora, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, Saquarema receberá 10 mil doses da vacina contra a Febre Amarela, por intermédio do Ministério da Saúde e com distribuição pelo Governo do Estado.

                Assim que tivermos as datas definidas, lançaremos a campanha de vacinação. Em um primeiro momento, está sendo estudada a possibilidade de promover a vacinação volante, para atender a população nas áreas de acesso restrito, em postos, igrejas ou escolas (área rural). A Segunda etapa será a vacinação urbana, que atenderá normalmente a população. Estamos preparando toda logística para poder imunizar a população, contra mais essa doença, que vem assustando os brasileiros. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, não existe nenhum caso de Febre Amarela no município.

              Saquarema é conhecida por sua biodiversidade, possui uma vasta área silvestre e rural, além da área urbana e de suas praias. Uma das medidas de prevenção é que as pessoas preservem a fauna local. Muitas pessoas acreditam que estão combatendo a doença, sacrificando ou envenenando macacos e micos, que são hospedeiros, assim como os seres humanos. Esses animais nos servem como sinalizadores da doença, uma vez que, quando vivos, demonstram que a Febre Amarela não atingiu seu habitat. Se alguém encontrar algum macaco ou mico morto, deve comunicar imediatamente às autoridades municipais, para que o animal seja levado para exames.

                De acordo com a Fiocruz, uma pessoa não transmite a doença diretamente para a outra. A transmissão urbana da Febre Amarela só é possível através da picada de mosquitos Aedes Aegypti. A prevenção deve ser feita evitando a sua disseminação, através dos mesmos cuidados para prevenir a Zika, Dengue e Chukungunya. Outra recomendação importante é que as pessoas evitem atividades (trilhas, esportes e cachoeiras), em locais de mata fechada, já que todos os casos registrados da doença foram detectados em áreas silvestres.

*Qualquer dúvida, favor entrar em contato com a Secretaria Municipal de Saúde:  (22) 2655-3563